Suricato

Hoje dei aula no meu trabalho sobre as consequências neurobiológicas e emocionais de traumas na primeira infância. O custo é alto, o desenvolvimento dessas crianças é imensamente dificultado. Elas são colocadas num misto de apatia e constante estado de alerta, sempre preparados para a fuga ou a luta.

Um dos colegas que assistia minha preleção (amo!) disse: “as crianças ficam num estado de stokstaartje” (o tal do suricato do título, aquele bichinho que fica nas duas  patinhas de trás com os olhinhos arregalados a qualquer barulhinho ou menor estímulo).

Poucas horas depois recebi um menino desses. Ele deu uns três sorrisos durante nossas conversa. Nada mais precioso do que um sorriso de suricato!

Anúncios
Esse post foi publicado em Trampo e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s