Declarações

Outro dia um cara que trabalha na estação do centro (metrozão) disse quando eu passei: “Por que essa cara tão fechada?”. Eu, que vinha taciturna e preocupada, levei a frase a sério e achei o cara observador. Hoje eu passei tranquilex e ele repetiu o comentário. A frase nada mais é do que um mero clichê do cara…

No final da reunião do trabalho fui arrastar as mesas de volta para o devido lugar. Um colega sorriu e disse: “Cuidado com suas costas, não podemos ficar sem você.”

Mesmo se tiver sido outra mera frase feita, foi bom ouvir.

Anúncios
Esse post foi publicado em Filosofia de cordel e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s